Via Brasil Logo
Ícone Telefone
(61) 993712871
Imagem Gerenciavel

Pedofilia

Politica
03/02/2021


O aborto realizado legalmente em uma criança de 10 anos que foi estuprada no interior do Espírito Santo, virou uma batalha ideológica no Brasil em 2020, após autorização judicial, a criança foi encaminhada a outro Estado, com a finalidade de interromper a gravidez, gerando uma grande comoção nacional, resultando a divisão da sociedade.


Segundo relato da própria criança os abusos sexuais começaram ainda quando ela tinha 6 anos, o caso foi tratado na época como estupro de vulnerável pelas autoridades e pela imprensa nacional, mas de fato o estupro é uma consequência gerada pela pedofilia, já que a criança tinha apenas 6 anos quando começaram os abusos.
Dados oficiais revelam que no Brasil, ocorre em média seis abortos por dia envolvendo crianças e adolescentes entre 10 a 14 anos, recorrente de estupro.
Segundo o Anuário Brasileiro de Segurança Pública de 2019 a cada hora no país, quatro crianças de até 13 anos de idade são estrupadas no Brasil.


Segundo a OMS (Organização Mundial Da Saúde), pedofilia é uma “doença”, é um transtorno psicológico onde o indivíduo possui atração sexual por criança e adolescente pré-púberes (13 anos).
Em nosso ordenamento jurídico penal não existe “crime de pedofilia”, e, no ano de 2020 ouvimos muito esse termo usado pela mídia nacional, já que as polícias federal e civil coordenaram uma grande operação em vários estados Brasileiros resultando na prisão de várias quadrilhas por envolvimento com a “pedofilia”, suspeitas de vender crianças para serem exploradas sexualmente, usam esse termo erroneamente como se houvesse algo definido no código penal.


Há vários Projetos De Lei tramitando no Congresso Nacional que define pedofilia como crime penal hediondo, a demora em aprova-los, vem gerando um grande problema social já que os dados nos mostram que à uma grande quantidade de crianças  sendo vítima desses mostros que se quer são condenados pelo crime cometido, a maioria por não ter antecedente criminal são encaminhados para clínicas psiquiatras e lá cumprem a pena imputada na maioria das vezes por estupro, ninguém pode ser punido criminalmente na nossa legislação por ter alguma “doença”.

Não existe cura para a pedofilia, por esse motivo o tratamento deve ser constante para que ela seja e se mantenha controlada segundo a OMS.

Por Maisa Maia 

 

Receba nossos destaques por email, cadastre-se: